Blog

Estivemos ontem e antes de ontem no Pink Zebra Studio, em São Paulo, para dois dias de pré-produção com o Lenza e o Nigro, os produtores do nosso novo disco. Ficamos horas e horas tocando todas as nossas músicas novas. A cada execução, um comentário deles ou um pedido para testar coisas diferentes nas faixas.

“Chorume”, por exemplo, perdeu vários trechos por sugestão deles, além de algumas partes terem sido invertidas. A gente ainda não sabe bem o que pensar disso, afinal são anos tocando a música de um jeito e, de repente, ela fica bem diferente do modo como foi concebida. Mas é pra isso que os chamamos, para tentar coisas diferentes e tentar resolver todas as faixas.

Outra coisa que eles pediram em quase todas as músicas foi que a gente aumentasse o BPM, ou seja, deixar as músicas mais ligeiras. Estranhamos o novo andamento em várias delas, mas vamos ver como elas soam nos próximos ensaios.

Não temos o hábito de ensaiar com metrônomo, nosso plano era fazer isso mais próximo à gravação do disco. Foi uma das principais queixas deles. A ideia era que chegássemos lá já dentro do beat de todas as músicas. Bom, vai ficar para o intensivo de ensaios a partir de agora.

Foi praticamente um bate-volta para São Paulo, com muito tempo de estúdio e pouco tempo de sono. Mas foi essencial. Agora já temos uma ideia mais fechada de como as músicas serão gravadas e como vão soar. Próximos passos: ensaiar, ensaiar e ensaiar.

Ontem foi talvez o primeiro dia em que sentimos que estávamos em pré-produção do novo álbum. Ou pré da pré, como acabamos chamando. Convocamos o querido Val Oliveira, engenheiro de som, para gravar nosso ensaio em multipista. Reservamos algumas horas no estúdio onde costumamos ensaiar, microfonamos tudo e jogamos no computador. O plano é ter uma ideia de como as músicas novas estão soando. Tudo ao vivo.

O Marc Olaf apareceu para fazer algumas linhas de piano em três faixas. Agora é dar um tapa na mixagem dessa gravação pra gente ouvir e mandar para o Lenza e o Nigro, que vão produzir o disco. Aí mora outra etapa do processo. Eles não fazem ideia de como são as novas músicas. Corre o risco de não gostarem e nos mandarem refazer as faixas. Vai que.

0

No dia 10 de agosto, vamos fazer o show de lançamento do combo “Quem me Dera” em Curitiba. A festa vai ser grande lá na Sociedade 13 de Maio, já que teremos a participação especial de alguns convidados, como Rodrigo Lemos (Lemoskine e A Banda Mais Bonita da Cidade), Will Robson (Supercolor) e Tetê Fontoura (nossa querida ex-saxofonista). Os ingressos antecipados estão sendo vendidos na Itiban Comics Store.

Confere o belo cartaz do evento feito pela Mariana Coelho:

0

Preparamos uma vídeo aula para que todo mundo aprenda a dançar a coreografia do funk de “Quem me Dera”, a mesma que rola no fim do clipe.

0

Fizemos o lançamento de “Quem me Dera” em São Paulo numa noite linda no Studio SP da Vila Madalena. Rolou até algo incrível para qualquer artista: ver o público fazer um trenzinho! A festa, produzida pela Agência Alavanca, contou ainda com o show dos camaradas dos Garotas Suecas e com a discotecagem de Mayra Maldjian.

Aqui você confere uma porção de fotos do evento, tiradas por Jéssica Gandara e Leonardo Mascaro:

No dia 16 de fevereiro, o James recebeu mais de 400 pessoas que dançaram o melhor do samba e pagode durante o 2º Grito de Carnaval da Banda Gentileza. O negócio foi fino. Confere aqui algumas belas imagens dessa festa bonita clicadas por Karla Gironda.

Uma das atrações da festa foi um telão que exibia mensagens enviadas pelos foliões por SMS. Pra você que foi, leia e relembre. Pra quem não foi, veja um resumo da noite na visão de quem estava lá.

Em setembro de 2011, o Diogo e a Tetê casaram. Além das festividades conjugais, o casal ainda subiu no palco para participar de um show durante a cerimônia. Tudo foi filmado em VHS, miniDV e câmeras digitais dos convidados e se transformou no clipe de “O Estopim”. O material foi editado por Aristeu Araújo e contou com a ajuda de Sofia Helena, Guilherme Biglia e Alexandre Guedes.