Notícias

Estivemos ontem e antes de ontem no Pink Zebra Studio, em São Paulo, para dois dias de pré-produção com o Lenza e o Nigro, os produtores do nosso novo disco. Ficamos horas e horas tocando todas as nossas músicas novas. A cada execução, um comentário deles ou um pedido para testar coisas diferentes nas faixas.

“Chorume”, por exemplo, perdeu vários trechos por sugestão deles, além de algumas partes terem sido invertidas. A gente ainda não sabe bem o que pensar disso, afinal são anos tocando a música de um jeito e, de repente, ela fica bem diferente do modo como foi concebida. Mas é pra isso que os chamamos, para tentar coisas diferentes e tentar resolver todas as faixas.

Outra coisa que eles pediram em quase todas as músicas foi que a gente aumentasse o BPM, ou seja, deixar as músicas mais ligeiras. Estranhamos o novo andamento em várias delas, mas vamos ver como elas soam nos próximos ensaios.

Não temos o hábito de ensaiar com metrônomo, nosso plano era fazer isso mais próximo à gravação do disco. Foi uma das principais queixas deles. A ideia era que chegássemos lá já dentro do beat de todas as músicas. Bom, vai ficar para o intensivo de ensaios a partir de agora.

Foi praticamente um bate-volta para São Paulo, com muito tempo de estúdio e pouco tempo de sono. Mas foi essencial. Agora já temos uma ideia mais fechada de como as músicas serão gravadas e como vão soar. Próximos passos: ensaiar, ensaiar e ensaiar.

Ontem foi talvez o primeiro dia em que sentimos que estávamos em pré-produção do novo álbum. Ou pré da pré, como acabamos chamando. Convocamos o querido Val Oliveira, engenheiro de som, para gravar nosso ensaio em multipista. Reservamos algumas horas no estúdio onde costumamos ensaiar, microfonamos tudo e jogamos no computador. O plano é ter uma ideia de como as músicas novas estão soando. Tudo ao vivo.

O Marc Olaf apareceu para fazer algumas linhas de piano em três faixas. Agora é dar um tapa na mixagem dessa gravação pra gente ouvir e mandar para o Lenza e o Nigro, que vão produzir o disco. Aí mora outra etapa do processo. Eles não fazem ideia de como são as novas músicas. Corre o risco de não gostarem e nos mandarem refazer as faixas. Vai que.

0

No dia 10 de agosto, vamos fazer o show de lançamento do combo “Quem me Dera” em Curitiba. A festa vai ser grande lá na Sociedade 13 de Maio, já que teremos a participação especial de alguns convidados, como Rodrigo Lemos (Lemoskine e A Banda Mais Bonita da Cidade), Will Robson (Supercolor) e Tetê Fontoura (nossa querida ex-saxofonista). Os ingressos antecipados estão sendo vendidos na Itiban Comics Store.

Confere o belo cartaz do evento feito pela Mariana Coelho: